Superaposta
Rugby

Rivalidade entre Austrália e Nova Zelândia vai muito para além do Rugby!

Rugby - Haka Nova Zelândia vs. Austrália

O universo esportivo está em suspense, aguardando pelo grande embate do próximo domingo, dia 1 de novembro de 2015, entre Austrália e Nova Zelândia, a contar para a final da Copa do Mundo de Rugby 2015. Mas a rivalidade entre Wallabies e All Blacks vai muito para além deste jogo e isso mesmo foi lembrado recentemente pelo site brasileiro da espn, que destacou vários outros aspectos desta intensa rivalidade.

Neozelandeses não gostam de ser “esquecidos”

Desde logo, Austrália e Nova Zelândia são países vizinhos, ex-colônias britânicas situadas na Oceânia, que têm várias aspectos comuns, mas que à semelhança do que acontece por exemplo entre brasileiros e argentinos, alimentam uma intensa rivalidade na vida comum e esportiva e não se “gramam” nem um pouco.

Um dos aspetos que mais “irrita” os neozelandeses é a associação direta que se costuma fazer entre a Oceânia e a Austrália, esquecendo por completo a Nova Zelândia. Por exemplo, o famoso ator Russel Crowe, que muitos dizem ser australiano, é neozelandês. A banda Crowded House, do sucesso dos anos 80 “Don’t Dream is Over”, é considerada com sendo terra dos cangurus, mas o vocalista Neil Finn, líder e fundador do grupo, é neozelandês. E até a internacionalmente conhecida sobremesa “australiana” Pavlova… afinal nasceu na Nova Zelândia.

Primeiro HAKA foi provocatório

O haka, o “grito de guerra” entoado pela seleção neozelandesa antes das partidas de Rugby, é conhecido em todo o mundo. No entanto, o primeiro haka de que há memória, no longínquo ano de 1903, era uma versão especialmente provocatória para os Wallabies. Eis a tradução do “Tena Koe Kangaroo”:

Tena koe, Kangaroo / Como vai, Canguru!
Tupoto koe, Kangaroo! / Preste atenção, Canguru!
Niu Tireni tenei haere nei / A Nova Zelândia está invadindo!
Au Au Aue a! / Coitados de vocês!

Bledisloe Cup

Wallabies e All Blacks disputam a Bledisloe Cup desde 1931. A partir de 1982, a briga pelo troféu, que tem o nome do antigo lorde e governante neozelandês que doou a taça, se tornou anual. Basicamente, quem levar a melhor nos jogos entre as duas equipes ao longo do ano, fica com o título, não contando os encontros em Copas do Mundo, mas sim os da Rugby Championship (que antes da Argentina entrar chamava-se Tri-Nations, com Austrália, Nova Zelândia e África do Sul).

Se o número de vitórias for igual no final do ano, o atual campeão continua com o troféu. Mantendo a Bledisloe Cup por 15 anos, desde 2003, a Nova Zelândia tem ampla vantagem, com 43 em conquistas contra 12 dos rivais.

Críquete

Rivalidades em vários esportes

Para além do Rugby, australianos e neozelandeses rivalizam em vários outros esportes, como são os casos do netball, basquete e críquete. Neste último caso, a modalidade foi um legado da colonização britânica e alcançou uma popularidade gigante nas duas nações.

Cinco vezes campeões da Copa do Mundo, a Austrália tem números muito mais expressivos no críquete do que o país vizinho. Conhecidos como Black Caps, os neozelandeses até conseguiram chegar à decisão do Mundial deste ano e tinham a esperança de conquistar o título inédito, mas acabaram sendo derrotados na final pelos seus arqui rivais australianos.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Superaposta

Copyright © 2018 SuperAposta

Topo