Superaposta
Futebol

São Paulo FC vive dias conturbados em véspera de eleição

Um dos maiores clubes brasileiros, o São Paulo FC, vive dias complicados a nível diretivo e não só. Carlos Miguel Aidar renunciou recentemente à presidência do tricolor paulista, acusado de corrupção, e foi então que Carlos Augusto de Barros e Silva, mais conhecido por Leco, assumiu o cargo de presidente interino.

Eleições envoltas em polémica

Leco marcou então eleições para o próximo dia 27 de Outubro, sendo até ao momento o único candidato. Uma medida muito contestada no seio do time, uma vez que a sua decisão de marcar o pleito para um prazo menor do que 30 dias, o período máximo de acordo com o estatuto, dificultou a articulação de candidatos.

Segundo o site Araraquara.com, conselheiros de oposição do São Paulo FC ainda não desistiram de indicar um candidato para a eleição presidencial do clube. Mesmo depois da desistência de Paulo Amaral, um grupo tenta articular o lançamento de um concorrente e corre contra o tempo para conseguir inscrever um postulante até a próxima quinta-feira, dia 22 de Outubro, prazo final para poder entrar na disputa.

Ainda de acordo com o mesmo portal, os partidos Tradição e SPFC Forte endossavam apoio a Paulo Amaral, presidente do clube entre 2000 e 2002. O atual vice-presidente de finanças da Federação Paulista de Futebol chegou a anunciar a candidatura, até recuar da ideia. No último final de semana, conselheiros pertencentes a esses grupos políticos se reuniram para discutir possível lançamento de um adversário para Leco, mas ainda não definiram um nome.

Recorde-se que o presidente eleito no próximo dia 27 de Outubro irá ter o seu mandato ativo até abril de 2017. O vencedor poderá ainda disputar a reeleição outras duas vezes.

Aidar deixa o país

De acordo com o site GloboEsporte.com, para além de ter renunciado ao cargo de presidente do São Paulo FC, Aidar abandonou também o seu escritório de advocacia e prepara-se para deixar o país durante um bom tempo, segundo informações pretadas por pessoas próximas do advogado.

Leia a nota oficial da AIDAR SBZ Advogados: «O AIDAR SBZ Advogados comunica que Carlos Miguel Aidar retirou-se da sociedade na data de hoje. Carlos Miguel já não exercia suas atividades junto ao escritório desde abril de 2014, quando assumiu o cargo de presidente do São Paulo Futebol Clube. A rotina do escritório e os trabalhos desenvolvidos para seus clientes não são afetados com sua saída».

Maidana

 

‘Caso ‘ também preocupa

E como é costume dizer, um mal nunca vem só. Como se não bastasse toda esta turbulência em redor do tricolor paulista, há ainda que contar com o julgamento do “Caso Maidana”. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) irá decidir no próximo dia 26 de Outubro sobre a polêmica contratação do zagueiro Iago Maidana, que envolve ainda Criciuma e Monte Cristo (GO) e pode acarretar até mesmo em rebaixamento dos clubes envolvidos.

E como é costume dizer, um mal nunca vem só. Como se não bastasse toda esta turbulência em redor do tricolor paulista, há ainda que contar com o julgamento do “Caso Maidana”. O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) irá decidir no próximo dia 26 de Outubro sobre a polêmica contratação do zagueiro Iago Maidana, que envolve ainda Criciuma e Monte Cristo (GO) e pode acarretar até mesmo em rebaixamento dos clubes envolvidos.

Estas são as possibilidades de punição divulgadas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD): Pagamento de multa, impedimento de contratar em uma ou duas janelas de transferências, perda de pontos ou rebaixamento para a divisão imediatamente inferior. Essa última possibilidade não tem deixado dormir os torcedores do Tricolor, mas é algo que os próprios dirigentes do time paulista encaram como muito pouco provável.

Lembre-se que o São Paulo FC desembolsou R$ 2 milhões para comprar 60% dos direitos econômicos do zagueiro de 19 anos, numa negociação que envolveu a empresa Itaquerão Soccer. O grupo de investidores já havia despendido R$ 400 mil para tirar a promessa do Criciúma e a inscreveu por apenas dois dias no Monte Cristo, da Terceira Divisão de Goiás, até chegar ao tricolor paulista.

A participação de terceiros em transferências é proibida pela FIFA desde Maio e motivou a denúncia do STJD. Além disso, a promotoria do tribunal considerou o modelo de transação “inusual”.

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais Populares

Superaposta

Copyright © 2018 SuperAposta

Topo